Foto da capa

Foto da capa

- Concerto de Bach - Camerata de Violões

jsbac O Concerto de Brandemburgo, de J.S. Bach, é um dos destaques da apresentação de estréia de temporada da Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí – grupo vinculado ao Governo de São Paulo e à Secretaria de Estado da Cultura. Sob coordenação de Edson Lopes, o grupo apresenta-se no próximo dia 30 de abril – uma quinta-feira -, no teatro “Procópio Ferreira”.

Na reestréia da Camerata de Violões, agora como grupo estável do Conservatório de Tatuí e após o processo de contratação de músicos oficialmente, o repertório será variado. O principal destaque será a apresentação do Concerto de Brandemburgo, de J.S. Bach, parte integrante de um conjunto de Seis Concertos para vários Instrumentos, composto por Bach após sua viagem para Hamburgo, em 1721, e dedicados ao margrave de Brandemburgo, Christian Ludwig. “É uma peça de alta dificuldade técnica e, até hoje, ouvi uma única gravação de um grupo de violões, da Alemanha”, comentou Edson Lopes.

O programa da noite ainda conta com obras de L. Call (Leichtes Trio), F. Gragnani (Trio), A. C. Gomes (Sonata em Ré), A. Piazzolla (Escolaso – Tango), I. Albeniz (Suite España) e E. Granados (Valses Poéticos). “Também merece destaque a obra de Manuel de Falla, Vida Breve, que encerra o programa”, disse Lopes. “A Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí tem um grande potencial e deve desenvolver projetos diferenciados neste ano”, acrescentou.

A Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí, um dos 11 grupos artístico-pedagógicos da instituição, é coordenada por Edson Lopes e formada por Adriano Paes, Ângela Muner, Dagma Eid, Patrícia Nogueira e Ricardo Grion. Alunos-bolsistas de nível avançado também participam do grupo, sendo eles: Elissom Barbosa, Fabiano Correa, Francisco Vidal Lemes e Vitor Hugo Pedroso.

Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí (Camerata Octopus) - No ano de 1996 os integrantes da Orquestra de Violões Corda Toda, formada por alunos e professores do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” decidiram criar um grupo de alta representatividade na instituição. Após seleção interna foi criado o Octeto de Violões do Conservatório de Tatuí.

No ano seguinte, sob coordenação da professora Márcia Patrícia Braga, o grupo passou a se chamar Camerata Octopus de Violão – nome sugerido pelo percussionista Eduardo Gianesella. Sob coordenação de Márcia Patrícia Braga, a Camerata Octopus desenvolveu o projeto “Garoto”, com objetivos de difundir obras do importante compositor brasileiro.

No ano de 1998, já sob coordenação de Edson Lopes, a Camerata Octopus passou a desenvolver projeto de pesquisa e divulgação de compositores brasileiros, buscando a promoção da diversidade de obras escritas para o universo violonístico. Tal projeto culminou, no ano 2000, com o lançamento do CD Vê Se Te Agrada. Para promover o CD, o grupo apresentou-se em diferentes pontos do Estado de São Paulo e em significativos eventos, entre eles a Semana Guiomar Novaes, Festival de Inverno de Campos do Jordão, Rádio MEC no Rio de Janeiro e Sala São Paulo.

A partir do ano de 2001, a Camerata Octopus passou a receber solistas, desenvolvendo repertório – especialmente adaptado, transcrito ou arranjado por Edson Lopes – a fim de enriquecer o grupo. Nesse sentido, o grupo apresentou-se com violoncelistas, coro, clarinete... A iniciativa foi registrada, em 2006, no CD Convida, no qual o violão figurava ao lado de outros instrumentos em grandes clássicos da literatura musical e seus compositores, como o mestre dos mestres J.S. Bach, G. Rossini, A. Vivaldi, C. Saen Sain, Pachebel, Dvorak, sem deixar de fora a brasilidade de H. Villa-Lobos, M. Guerra Peixe, E. Villani-Côrtes, E. Lopes e Zequinha de Abreu, com seu imortal Tico-Tico no Fubá.

No segundo semestre do ano de 2008, a Camerata Octopus foi oficializada como grupo estável artístico-pedagógico do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”. Em 2009 a partir da contratação oficial de músicos, o grupo passou a ser denominado Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí, resgatando e valorizando o nome de sua instituição de origem, tendo Edson Lopes como coordenador.

A representante máxima da área de violão erudito do Conservatório de Tatuí – uma das maiores e mais concorrida da instituição – tem, entre seus objetivos, integrar alunos de nível avançado em trabalhos camerísticos desenvolvidos por profissionais. Esta é, aliás, a filosofia do grupo, mantida desde sua fundação. Nesse sentido, os violonistas Ricardo Grion, Patrícia Nogueira, Adriano Paes e Dagma Eid - todos formados pela instituição – integram a Camerata do Conservatório de Tatuí desde sua fundação, ao lado da violonista Ângela Muner. Quatro alunos-bolsistas de nível avançado também participam das atividades da Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí.

Edson Lopes - Violonista formado no Brasil pelo Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, em Tatuí, e, em Londres, pela Trinity College of Music. Durante seus estudos participou de vários concursos de violão, obtendo em todos o 1º lugar. Dentre eles, destacam-se o II Concurso de Jovens Instrumentistas, promovido pela Rede Globo de Televisão no programa “Concertos para a Juventude”, e o I Concurso Nacional de Violão, promovido pelo Banco do Brasil.

Em 1979 freqüentou o XXII Curso de “Musica en Compostela” - Espanha, sob orientação do professor José Tomás (assistente de Andrés Segovia), no qual foi considerado o “aluno mais destacado”, o que lhe valeu como prêmio uma nova bolsa de estudos para o ano seguinte.

Já se apresentou em diversas cidades do Brasil como solista, em duo, trio e com orquestra. Como integrante do Brazilian Guitar Quartet realizou concertos nas cidades de Houston, Dallas, Austin, Seattle, Pittsburgh, Albuquerque, Hollywood, Indianápolis, Washington, Nova Iorque, entre outras. Em 2005 o quarteto participou do “33º Arts Festival” de Hong Kong, do “VII Festival Internacional” de Guitarra em Monterrey (México) e, em 2006, do “V International Guitar Festival” na cidade de Aarhus, Dinamarca.

Atualmente, integrante o Quarteto Vivace, com inédita formação de dois violões, flauta e percussão.

Entre as inúmeras gravações já realizadas destacam-se “Jesus, alegria dos homens” (solo), “Conscertando Choro” (em duo com Augusto Arruda), “Prelúdio” e “Violão & Louvor” (duo com Roberto Colchiesqui), “Vê se te Agrada” e “Octopus Convida” (como coordenador da Octopus - Camerata de Violões), “Ibéria” (Brazilian Guitar Quartet) e “Quarteto Vivace Brasil”.

Como professor do Conservatório de Tatuí ministra aulas para os alunos mais adiantados do curso de violão clássico, como copista e como arranjador, além de ser coordenador da Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí.

Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí

Data: 30 de abril.2009 – Quinta-feira - Horário: 20h30

Local:  Teatro Procópio Ferreira, Rua São Bento, 415

Ingressos: R$ 10,00 e  R$ 5,00 para idosos, estudantes e aposentados.

www.conservatoriodetatui.org.br / 15 32514573

Enviado por Deise Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens em Destaque

Amilton Passos em Contos, Crônicas e Poesias

Amilton Passos em Contos, Crônicas e Poesias