- 34º Festival Internacional de Inverno da UFSM


O Festival Internacional de Inverno da UFSM iniciou em 1986, tendo por objetivo favorecer o desenvolvimento e o aperfeiçoamento da atividade musical num ambiente de integração com a sociedade. Assim, diante do potencial turístico da região da Quarta Colônia de Imigração Italiana e do interesse da comunidade de Vale Vêneto em promover o resgate de suas origens surgiu uma parceria que até hoje se mantém. A comunidade de Vale Vêneto idealizou a Semana Cultural Italiana e desde então a Universidade Federal de Santa Maria, a comunidade de Vale Vêneto e a Prefeitura de São João do Polêsine tem sido parceiras na promoção dos dois eventos, contando ainda com a colaboração da University of Georgia, Estados Unidos.
 
Nesses 33 anos de existência, além de alunos brasileiros vindos de diferentes estados, o Festival teve também a participação de alunos da Argentina, Uruguai, Bolivia, Paraguai, Costa Rica, Estados Unidos e Alemanha, os quais tiveram a oportunidade de estudar com renomados professores. Neste mesmo período, mais de 50 universidades e conservatórios de música da Europa, Estados Unidos, Oriente Médio e América Latina estiveram representadas no Festival, através de seus professores que realizaram recitais e ministraram oficinas.
 
O Festival Internacional de Inverno da UFSM está centrado em quatro ações:
 
• Oficinas de música: este ano serão oferecidas as oficinas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta transversal, clarineta, oboé, fagote, trompete, marimba e vibrafone, piano, e educação musical. Além das oficinas o Festival oferecerá também prática de orquestra sinfônica e música de câmara. 
 
• Concertos gratuitos e abertos ao público: de 28 de julho a 4 de agosto de 2019, diariamente, serão realizados recitais solo, de música de câmara e orquestra sinfônica (vide programação). O concerto de encerramento do Festival será em Santa Maria, no Centro de Convenções da UFSM. Todos os recitais serão gratuitos e abertos ao público em geral. 
 
• Oficina de musicalização para crianças: com o objetivo de aproximar as crianças da comunidade ao Festival, as oficinas são realizadas diariamente à tarde, sob a orientação de acadêmicos do Curso de Música da UFSM. A inscrição é gratuita e deverá ser feita diretamente na Secretaria do Festival. 
 
• Curso de formação continuada em música para professores de educação infantil: destinado a professores de educação infantil, que atuam junto a crianças de zero a cinco anos. A proposta está organizada a partir de cinco encontros, totalizando 15 horas nos quais serão discutidos aspectos teóricos da música nesta etapa da infância e o papel do professor não especialista na área. Além disso, serão propostas atividades práticas, cujas experiências servirão de subsídio para o professor em sala de aula. O curso será realizado na parte da tarde e será ministrado por professores, mestrandos e doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSM. Linha de Pesquisa: Educação e Artes. 
 
• Encontro de Orquestras Jovens: Em 2019 será realizada a 5ª edição do Encontro de Orquestras Jovens do FIIUFSM que visa oportunizar as orquestras jovens convidadas de participarem de um encontro visando a troca de conhecimento e experiências artísticas. No encontro cada orquestra faz uma apresentação com seu próprio repertório e no encerramento todos os grupos tocam uma mesma obra formando uma Grande Orquestra.
 
Fonte: https://www.ufsm.br/unidades-universitarias/cal/eventos/fiiufsm/

- Mudança na legislação de licença inicial ao radiamador na Holanda

Radioamadores Holandeses na classe equivalente a “C” aqui no Brasil na lei atual só podem usar 25W, além da mudança para 100W podem ganhar a banda de 20m
As associações nacionais para radioamadores VERON e VRZA examinaram a licença de Iniciante a pedido de - e em estreita colaboração com - Agência de Telecomunicações. O resultado final foi apresentado à Agentschap Telecom na forma de um relatório.
Dentre as propostas para radioamadores inicias estão:
• Liberação das faixas de frequência amadores completas 14,00 - 14,35 MHz (20 metros) e 7,0 - 7,2 MHz (40 metros).
• Aumentar a potência de transmissão permitida de PEP de 25 a 100 watts para as faixas de frequência de Novatos abaixo de 30 MHz.

 Fonte: http://www.southgatearc.org/news/2019/june/review-of-novice-license-for-radio-amateurs.htm#.XQ44IRZKhdg

- III Ciclo de Estudos de História Militar da Amazônia

Rio de Janeiro (RJ) - Acontecerá no dia 03 JUL 2019 o III CEHMA - CICLO DE ESTUDOS DE HISTÓRIA MILITAR DA AMAZÔNIA. Nesta 1ª Fase com o tema: "AMAZÔNIA BRASILEIRA: AMEAÇAS E DESAFIOS". 
A abertura do evento será as 14h no Centro Cultural Justiça Federal (CCJF), localizado na Av. Rio Branco n° 241, Candelária - RJ.
Fonte: Divulgação e Publicação do CEPHiMEx

- Banda de 2m (144 a 148MHz) na França.

Banda de 2m (144 a 148MHz) pode tornar-se de caráter secundário na França-FR. No Brasil recentemente a banda de 70cm foi compartilhada com outros serviços. Diz o Documento PTA (19) 090 - CPG PTA # 7 - 17-21 junho - Estudar possíveis novas atribuições ao serviço móvel aeronáutico numa base primária nas seguintes bandas: 144-146 MHz, 5000-5010 MHz e 15,4-15,7 GHz, assegurando simultaneamente a proteção dos serviços existentes nessas bandas e, conforme apropriado, adjacentes bandas, e não restringir o desenvolvimento futuro desses serviços. 

Fonte: https://cept.org/ecc/groups/ecc/cpg/cpg-pt-a/client/meeting-documents/?flid=5624

POSTAGENS EM DESTAQUE

Amilton Passos em Contos, Crônicas e Poesias

Amilton Passos em Contos, Crônicas e Poesias