Foto da capa

Foto da capa

- Tamâm? - Crônicas e Reflexões de um Brasileiro no Sudão.

1588048383Esta obra reúne 45 crônicas, que retratam, com bom humor e seriedade, o ambiente de guerra civil vivido pelo autor, entre os anos de 2008 e 2009, quando desempenhava a função de Observador Militar das Nações Unidas no Sudão, antes da divisão do País, em Sudão e Sudão do Sul, que veio a ocorrer em 2011. Após cada relato, o autor apresenta reflexões comparativas, entre o que viveu naqueles dias de horror e os cenários apresentados pelo Brasil, momentos em que questiona por que a sociedade brasileira ainda não chegou aos patamares de um país desenvolvido. Ao final do livro, o autor apresenta as lições aprendidas durante a missão naquele país africano, bem como alinhava algumas respostas aos questionamentos feitos ao longo da obra, de maneira simples e elucidativa.


... ”Tamâm é uma obra simples, que reúne por meio de crônicas, os acontecimentos – pitorescos ou não – e também as dificuldades e reflexões por que passou este autor, quando desempenhava a função de observador Militar das Nações Unidas no Sudão, entre os anos de 2008 e 2009.

O tempo decorrido entre a realidade dos fatos e sua publicação permitiu boa maturação das ideias, sem que os ensinamentos perdessem atualidade.

O cenário é um país em guerra civil, àquela época, único, porém, hoje, dividido em Sudão e Sudão do Sul. As narrativas, neste livro descritas, abarcam fatos ocorridos nos territórios atualmente pertencentes aos dois países.

Esta senda tem um coração. O intuito do conteúdo de cada uma das páginas a seguir é revelar e tornar transparentes os sentimentos, emoções, angústias e aflições que rondam um ambiente de missões de paz, conduzidas sob a égide da Organização das Nações Unidas (ONU), bem como extrair lições aprendidas, que possam servir como objetos de reflexão crítica, sobretudo, acerca da necessidade de investimentos mais seriamente em educação no Brasil.

Oxalá as letras presentes nesta obra, e a energia que as une, possam despertar nos leitores a vontade entrópica de clamarem por reformas alquímicas em nosso sistema educacional, a fim de que tenhamos homens, mulheres e crianças livres dos grilhões da opressão e da ignorância política, cultural e intelectual, para que possamos caminhar certeiros em direção à consolidação de uma sociedade brasileira mais justa e perfeita, tal qual a descrita por Platão em sua obra “A República”.

Que possamos refletir criticamente sobre todas as mazelas que afetam nosso País, e que a via cardíaca, trilhada neste livro, desperte-nos a necessidade consciente de adotarmos o caminho da devoção e do serviço à humanidade em nossos estilos de vida.

Acredito, fielmente, que somente a educação e o serviço podem transformar os destinos do Brasil. Que a leitura dessas crônicas possam servir de instrumento para essa metamorfose brasílica urgente e necessária.

Tamâm? (Ok, tudo bem? – no dialeto falado em território sudanês)”.

Por Ândrei Clauhs (Autor)


Para adquirir acesse:

https://www.amazon.com.br/dp/B074YCFFRQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário