Foto da capa

Foto da capa

- Feliz Solstício!

Hoje, 21 de junho (01h24min) no hemisfério sul, o Sol incidiu no ponto mais inclinado da Terra e será o dia mais curto e a noite mais longa do ano. É o Solstício de Inverno que inicia.

As árvores se despedem das folhas e o solo as transforma em adubo. Como parte da Natureza, pra nós também é hora de limpar, transformar em adubo aquilo que já serviu e não nos serve mais, abrindo assim novos espaços na vida.

Com reverência e intenção, abra seus armários, da cozinha, do quarto, do coração, e tire tudo que é velho. Devolva a semente para terra. Abra espaços para aguardar o novo da próxima estação. Renove, Recicle, doe e espere. Inverno é tempo de espera, de tolerância, de observação, de cultuar o silêncio com sabedoria.

Lembre-se: "Ouça com paciência e fale somente para ajudar”

Bom dia e um Feliz Solstício!

Fonte: Pesquisa Web

- Recanto de Paz

Existe, dentro de cada um de nós, um lugar de paz inalterável, onde reina a alegria sem mescla.

Filhos que somos de Deus todo amor, o Pai implantou no nosso intimo a semente da ventura e da paz duradoura, que nos cumpre desenvolver.

Em geral, buscamos alhures recantos amenos na natureza amiga, ou em sítios outros, na ânsia de refazermos as energias em exaustão.

Muito embora tais ambientes possam ser úteis no processo de reequilíbrio do corpo e da mente, apenas encontramos a paz desejada se ela já existe no imo do nosso ser.

Antes de tudo, procura esse recanto de paz que está dentro de ti, reclamando somente a boa vontade das tuas buscas.

Desfaze-te dos anseios humanos que não estejam fundamentados no sentimento do amor sem as maculas do egoísmo.

Cultiva pensamentos elevados, sob a inspiração da fé, da caridade, da esperança, da solidariedade, porque este é o caminho para o encontro com a paz, refazendo-te dos embates necessários da existência.

Volve os pensamentos para os recursos que jazem depositados no teu intimo, esperando pelos teus esforços para se desenvolverem como instrumentos seguros da felicidade e da paz.

Fonte: Livro Bilhetes Fraternais (SODEC - Págs 46/47).