Foto da capa

Foto da capa

- Combate ao mosquito Aedes aegypti


O Exército Brasileiro está participando do esforço nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti desde dezembro de 2015 e, devido ao crescente aumento de casos de dengue, de febre Chikungunya e de Microcefalia causada pela infecção por Zika Virus, intensificará suas ações.
 Força Terrestre, valendo-se da credibilidade e da confiança nela depositadas pela sociedade, de sua capilaridade, flexibilidade e prontidão, empregará todo o pessoal e o material disponível, no intuito de contribuir de forma efetiva neste momento de grande comoção social.
Essa mobilização se desenvolverá em diferentes etapas, iniciando com um “Mutirão Limpeza”, a partir de 29 de janeiro até 4 de fevereiro. Essa atividade será realizada em todas as organizações militares (OM) e em suas áreas de responsabilidade, com uma intensificação das atividades de manutenção e limpeza, empregando todos os militares disponíveis, com a finalidade de eliminar os focos do mosquito que por ventura ainda existam.
Outra ação será realizada no dia 13 de fevereiro, com o Dia Nacional de Esclarecimento, evento que possui o objetivo de aprofundar o nível de conscientização quanto à gravidade do problema e ao grau de responsabilidade de todos os cidadãos no combate ao mosquito. Assim, juntamente com profissionais da área de saúde, todos os militares disponíveis do Exército atuarão em diversos municípios em todo o território nacional.
Além disso, será realizado, ainda, um “Mutirão de Erradicação de Focos de Proliferação do Mosquito e Descontaminação”. Essa fase se desenvolverá no período de 15 a 19 de fevereiro, junto à população de áreas urbanas e de maior risco. O Exército será empregado em apoio às autoridades federais, estaduais e municipais, para o combate e a erradicação de focos do mosquito.
Será desenvolvida, também, uma campanha de divulgação em escolas em data a se definir. O Exército integrará uma grande mobilização escolar, nas redes públicas e privadas, de orientação, a fim de ampliar a disseminação de informações a respeito da gravidade do problema, dos males causados pelo mosquito, do grau de responsabilidade de cada um dos brasileiros nessa “guerra” e dos procedimentos a serem adotados para cooperar e participar dessa campanha nacional.
 Fonte: www.eb.mil.br/web/midia-impressa/combate-ao-mosquito-aedes-aegypti   

Nenhum comentário:

Postar um comentário