Foto da capa

Foto da capa

- Carmine Mirabelli - O Médium

- Carmine Mirabelli (02/01/1889 – 30/04/1951) - O Médium
Por Inácio Alves de Queiroz Neto

Médium brasileiro de efeitos físicos. Considerado como um dos maiores médiuns de efeitos físicos do mundo. Além das frequentes levitações, materializava objetos e pessoas desencarnadas.

Carmine Mirabelliou Carlos Mirabellicomo ficou conhecido entre nós, nasceu na cidade de Botucatu (SP). Foram seus pais Luigi Mirabelli, pastor protestante italiano, e Dona Christina Scacciata, ambos imigrantes italianos, radicados no Brasil, e bafejados pela fortuna.
Descendente de ilustre família da Itália, um tio, Comendador Giuseppe Mirabelli, desencarnou em Mar Del Plata, Argentina, deixando seus bens para Luigi Mirabelli. Uma herança de mais de 400 contos de réis, na época apreciável fortuna. Seu pai, homem de boníssimo coração, seguidor da doutrina luterana, com uma prole de 28 filhos cuidou de educá-los.
Carlos Mirabelli estudou com professores particulares. Posteriormente ingressou no afamado Colégio São Luiz, em Itu, dirigido por padres. Foi nesse colégio que começaram as primeiras manifestações, através de sua mediunidade, e que mais tarde assombrariam o mundo. Um dia o jovem Carmine Mirabelli passou a dissertar em latim, idioma que ignorava, sobre o tema: “Evolução e Involução”. O fato acabou por obrigá-lo a deixar o colégio.
Nessa altura, seus pais haviam sofrido sérios reveses e perdido quase toda a fortuna. Não podendo continuar os estudos, resolveu transferir-se para a Capital de São Paulo. Inteligente e ativo, procurou um amigo, que o colocou na Companhia de Gás. Desdobrou-se nas suas atividades, viajou para a Alemanha, onde, dentro de sua especialidade, realizou altos negócios, trazendo para São Paulo novos e modernos equipamentos em camisas automáticas para lampiões de gás, as quais lhe renderam um bom dinheiro, permitindo-lhe recuperar um pouco a fortuna de seus pais.
Casou-se e, em 1913, ingressou na Cia. de Calçados Clark.
Foi promovido à subgerência da firma, mas, em seguida, irromperam os inusitados fenômenos, que deixaram todos em polvorosa. As caixas de sapatos começaram a voar, como se criassem asas; enorme balbúrdia, ninguém sabia de nada, nem ele próprio, que ignorava a sua mediunidade. “Coisas do diabo”, pensava a maioria. Foi chamada a polícia. O padre apareceu para exorcizar, e tudo continuava no mesmo. Sensacionalismo na imprensa, até que se descobriu que ele, Mirabelli era o provocador de tudo aquilo.
Foi logo dispensado da firma e tudo voltou ao normal. Por sua capacidade e conhecimento admitiram-no na Cia. de Calçados Vilaça, repetindo-se ali os mesmos fenômenos, de forma assustadora. Concluíram que ele deveria ser internado num hospício.
Foi internado no Sanatório de Juqueri, onde os médicos, os mais afamados de São Paulo em Psiquiatria, tendo à frente os doutores Filipe Ache e Franco da Rocha, em junta médica, puderam constatar sua boa sanidade mental. vendo nele o mínimo indícios de alienado mental. Deram-lhe alta.
Transferiu-se para o Rio Janeiro e nessa Capital continuaram os extraordinários fenômenos. Sua vida passou a ser de verdadeiro martírio, pois além dos Espíritos amigos familiares, a sua mediunidade ensejava a presença de Espíritos menos esclarecidos, zombeteiros e brincalhões, que usavam de expedientes, para as mais incríveis peripécias, como as ocorridas na Casa Clark, sendo que ele próprio muitas vezes foi vítima de rudes agressões com ferimentos graves…
Os Espíritos atrasados promoviam verdadeiras desordens. Objetos transportavam-se de lugar, chegando a quebrar-se. Contou o Dr. Clarlos Imbassahy que, certa vez, o hospedou em sua residência em Icaraí, Niterói, e de imediato começaram os fenômenos. Estavam todos na sala de visitas conversando, e de repente um espelho de cristal, com mais de um metro, que se encontrava no “hall” de entrada, atravessou a parede e foi cair no meio da sala em pedaços. Outros objetos já haviam voado das prateleiras, o que levou a Srª. Maria Imbassahy a solicitar que, pelo Amor de Deus, Mirabelli se transferisse para um hotel.
O periódico O Estado de São Paulo, em 18 de maio de 1916 cobriu a materialização, pelo médium, do espírito do ex-bispo da Diocese de São Paulo, D. José de Camargo Barros, em sessão ocorrida na cidade de Santos. Estiveram presentes médicos e oficiais da Força Pública de São Paulo. O Vanguarda, de fevereiro de 1933, abordou a materialização, pelo médium, do espírito de São Francisco de Assis. Outras materializações que chamaram a atenção à época, foram as dos espíritos de Giuseppe Parini e de Harun al-Raschid.
Mirabelli amarrado
Nas experiências psíquicas, Mirabelli era amarrado e as vezes ficava com o mínimo de roupas no corpo, para que todos tivessem a certeza que suas demonstrações mediúnicas não fossem fraudes.
Carmine Mirabelli também foi pesquisado por famosos investigadores internacionais, ilustres homens de ciência.
Dr. Hans Driedsch, lente da Universidade de Leipzig (Alemanha); outro alemão, o químico Dr. Johan Reichenbach; o literato inglês, Douglas Ainslie, na oportunidade adido à Embaixada inglesa, em Paris; o Professor Tito Guarnieri, ilustre farmacêutico e químico, de Milão; Dr. H. H. Theunisse, holandês respeitado por suas investigações no campo psíquico. Todos esses investigadores permaneceram por longo tempo estudando a mediunidade do famoso médium brasileiro. A ciência médica o examinou exaustivamente, jamais comprovando uma fraude sequer.
Mirabelli com a maior boa vontade permitia que se realizassem todas essas investigações, criando instituições para facilitar esse trabalho. Fundou a Academia Brasileira de Metapsíquica do Rio de Janeiro, o Centro de Estudos Psíquicos César Lombroso e o Instituto Psíquico Brasileiro, os dois últimos no Estado de S. Paulo.
O médium foi encarcerado várias vezes acusado de exercício ilegal da Medicina, furto e também por perseguições políticas, mas mesmo detido, envolvia as pessoas com seus dons e sua generosidade. Era considerado muito eloquente e comunicativo, apreciava a natureza e gostava de fumar charutos e cachimbos.
Mirabelli era portador de diabetes. Por muitos anos, só conseguiu dormir em quartos iluminados, uma vez que temia a ocorrência de fenômenos desagradáveis enquanto dormia.
Por certa fase de sua vida Mirabelli chegou a cobrar por seus serviços mediúnicos, desagradando aos espíritas. Entretanto, Mirabelli não perdeu os seus dons com o avançar da idade. Existem relatos de que os seus fenômenos foram observados até 1950, poucos meses antes de sua morte.
Por diversas vezes escapou de desastres automobilísticos, graças ao seu conhecimento prévio do que iria acontecer. Viajava, um dia, para Jaboticabal (SP) a fim de realizar uma sessão, quando repentinamente pediu que todos se agarrassem, porque um carro em sentido contrário se chocaria com o seu. Diminuiu a marcha e dois minutos depois ocorreu o choque. Felizmente nada aconteceu de grave.
Os prognósticos infelizes tiveram o seu desfecho trágico; em 1º de maio de 1951, ele foi atropelado por um FORD 1938 na Av. Nova Cantareira, em S. Paulo, desencarnando no desastre aos 62 anos de idade.
Mirabelli
Os fenômenos produzidos por Carmine Mirabelli eram de fato extraordinários. Quando em transe ele falava vinte e oito línguas diferentes e escrevia em outras tantas; ainda em transe mediúnico, ele dissertava com critério e grande lucidez sobre Medicina, Direito, Sociologia, Economia, Política, Teologia, Psicologia, História Natural, Astronomia, Física, Filosofia, Lógica, Música, Ocultismo, Naturalismo, defendendo teses exaustivas sobre todos esses assuntos.

Mediunizado, escrevia, em vinte minutos, uma mensagem que ao natural levaria algumas horas. Na produção de efeitos físicos impressionava pelos fatos produzidos, como: levitação, transporte de objetos, desmaterialização de corpos orgânicos e inorgânicos, ruídos, pancadas, etc. Certa vez, materializou-se um Espírito em plena luz do dia, visto por dezenas de pessoas. Ele próprio se desmaterializou por vezes, voltando a se materializar a centenas de quilômetros.
Em meio a toda essa sorte de fenômenos, Mirabelli, de repente, foi tomado por Espíritos pintores e começou a pintar, em curto espaço de tempo, telas maravilhosas, a crayon, aquarela, óleo e outras modalidades. Em pouco tempo forma-se uma galeria com mais de 40 quadros, de famosos pintores do Além. São retratos, grupos, paisagens, flores, pássaros, animais, tudo de uma beleza sem par. Mirabelli nunca estudou pintura ou desenho. Não ficou só na pintura, também entrou pelo terreno da música, executando ao piano, sem conhecer música nem os teclados, obras de Wagner e outros músicos famosos, grande perfeição. Ao violino tornou-se virtuose quando incorporado pelo Espírito Paganini! Numa reunião em Santos, tocou várias peças ao violino, numa corda só, como em vida terrena fazia Paganini, em Paris. Tudo presenciado por uma plateia cultíssima e estupefata.

Referências: 
A Casa da Mãe Pobre - Carmine Mirabelli 

Morte na História - Morte de Carmine Mirabelli 

Wikipedia - Carmine Mirabelli 

- Microcefalia na Visão Espírita


Os diversos casos de microcefalia que estão ocorrendo por todo o Brasil, e com mais intensidade no Nordeste, com os números cada vez mais aumentando, faz-nos indagar: por que isto está acontecendo?

Para nós espíritas isto não é por acaso. Na visão da Doutrina Espírita esta situação enquadra-se nas chamadas provações coletivas, é um resgate coletivo. São espíritos que trazem necessidade de provas ou expiações semelhantes, nisto são atraídos a lugares ou situações, onde graves desequilíbrios destes espíritos são tratados em conjunto. Sobretudo nas doenças chamadas de congênitas, que a criança já traz ao nascer, não pode ser atribuída ao acaso ou a má sorte elas passarem por esta situação.

Há casos também em que esses espíritos reencarnam com este problema para ajudar os familiares a desenvolverem boas qualidades, a terem mais paciência, para desenvolver o cuidado pelo próximo, a compaixão, a generosidade...

O Espiritismo nos esclarece que estamos num mundo de efeitos, de consequências, onde percebemos que na reencarnação encontra-se o “por que” para compreendermos o que está ocorrendo, as causas e as consequências.

Nas questões 132 e 133 de O Livro dos Espíritos, encontramos os seguintes esclarecimentos: Que Deus impõe a encarnação com o objetivo de fazer os espíritos chegarem a perfeição. Para alguns a encarnação é uma expiação, para outros é uma missão. Todavia, para alcançarem essa perfeição, devem suportar todas as vicissitudes da existência corporal; nisto é que está a expiação. (...)
Todos nós necessitamos de reencarnarmos, pois todos nós fomos criados simples e ignorantes; instruímo-nos nas lutas e nas tribulações da vida corporal. Deus, que é justo, não poderia fazer a alguns felizes, sem dificuldades e sem trabalho e, por conseguinte, sem mérito. Os espíritos que seguem o caminho do bem alcançam mais depressa o objetivo. Aliás, as dificuldades da vida, frequentemente, são consequências da imperfeição do espírito; quanto menos tenham de imperfeição, menos tem de tormentos. (...)

Estamos vivenciando um momento crucial no progresso do planeta Terra, e no nosso progresso. Esta é a encarnação que melhor nos preparamos através das outras encarnações. É a grande chance e a grande oportunidade para nos tornamos indivíduos melhores. E para esses espíritos que nasceram com o corpo físico com microcefalia é uma grande oportunidade de reajuste de dividas passadas, é uma reencanação impar para eles, mesmo que seja por breve instantes, ou pela experiência de passar por isso, ou que vivam por anos; tanto para eles como para os familiares .

Sabemos que a Terra está passando pela mudança de uma Era para outra, deixando o mundo de Provas e Expiações para o mundo de Regeneração. Tudo que estamos vivenciando seja desencarnes coletivos, seja reencarnações de resgate coletivo, é para acelerar o processo de quitação de divida do mundo em estagio de Provas e Expiações, pois não se pode chegar um novo estagio moral na Terra com as dividas e os sofrimentos atuais. Só irão ficar na Terra os espíritos que assumirem o compromisso com o bem, espíritos com a moral adequada para habitar o mundo em estagio evolutivo de Regeneração. Por isso que as dividas tem que serem pagas, e por isso que está havendo esse aceleramento para o pagamento dos débitos desses espíritos, e tudo isso acontecendo por meio da Lei de Causa e Efeito, da ação e da reação.

Assim, os débitos de vidas anteriores que tal espírito contraiu e acarretou tal deficiência, é sanado com essa atitude de encarnar com a microcefalia. Décadas atrás a incidência de casos de deficiência física era muito grande, e se apresentando de diversas formas as deficiências físicas, atualmente os espíritos estão nascendo com doenças emocionais, psíquicas, é a mente que está sofrendo atualmente. Tendo diminuído os casos de deficiência física, pois os espíritos que precisavam passar por tais circunstancias já terem quitado tal divida, contraída por erros em vidas passadas. É por isso que esta é a grande chance, quem sabe uma das ultimas chamadas para esses espíritos quitarem suas dividas e a dos seus familiares por meio da microcefalia.

Deus sempre Escreve Certo e Seu Amor e Justiça nunca falham. Temos que entender que os espíritos desses bebês, são espíritos que já viveram muitas outras vidas, com erros e acertos. Os aspectos espirituais por trás desta situação é que são espíritos que precisam passar pela experiência da microcefalia, é como se fosse um processo de cura para as dificuldades espirituais desses espíritos.

Que as mães não abortem esses bebês de forma alguma, porque se houver um caso na família de microcefalia é porque a família necessita desta experiência para desenvolver boas qualidades. Porque se haver de nascer na família um bebê com alguma deficiência física é necessidade da família e do bebê. A família tem que se doar, porque tudo tem uma razão de ser. É a Justiça Divina atuando, mesmo que não compreendemos atualmente, para que alcancemos a luz.

Que as mães, os pais e os familiares agradeçam a Deus por esta oportunidade bendita, por receber estes espíritos sofredores, que vão precisar dos seus pais, responsáveis, familiares, de todo o amor, carinho, da servidão, para se dedicarem a estes espíritos, dando condição a eles de cura para o espírito, através desta oportunidade. Quando servimos crescemos. É um crescimento mútuo, para os pais e para o filho, muitos casos podem ser resgates de dividas dos pais com os filhos de outras vidas, outros casos os bebês podem assim nascer para sensibilizar os pais e familiares, e outros podem ser a necessidade do espírito de nascer desta forma e os pais o acolhem para ajuda-lo e isto já foi estabelecido no plano reencarnatório, antes dos pais e filhos nascerem.

Que esses casos sirvam para a sociedade em geral, para sensibilizar-nos e nos voltarmos mais para o bem, para o amor, para a caridade... Uma nova era está chegando, e temos que cada dia sermos pessoas melhores. O tempo urge, e os trabalhos estão sendo acelerados. Colhemos o que plantamos isto através dos séculos, isto é a lei de causa e efeito, ação e reação. Mas, sobretudo, confiemos em Deus Pai. E nos ensinos de Mestre Jesus, pois Ele afirmou: “Das ovelhas que meu Pai me confiou, nenhuma se perderá.”

“Estamos certos de que Deus age em todas as coisas com o fim de beneficiar todos os que o amam, dos que foram chamados conforme seu plano.“ (Romanos 8:28)

Autor: Ana Maria Teodoro Massuci
Fonte: http://www.mensagemespirita.com.br/md/ad/microcefalia-na-visao-espirita

- Bezerra de Menezes - O Diário de um Espírito

A obra cinebiografia  "Bezerra de Menezes - O Diário de um Espírito", conta a história do “médico dos pobres”. Um belo filme que nos leva a profunda reflexão sobre o tema caridade e humildade.
Bezerra de Menezes iniciou seus estudos em medicina aos 18 anos de idade no Rio de Janeiro, quando ainda era capital do país.
A obra é de 2008 e foi dirigido por Glauber Filho e Joe Pimentel. Assistir, você vai gostar.

Bezerra de Menezes: O Diário de Um Espírito – Online Dublado Legendado.

- Combate ao mosquito Aedes aegypti


O Exército Brasileiro está participando do esforço nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti desde dezembro de 2015 e, devido ao crescente aumento de casos de dengue, de febre Chikungunya e de Microcefalia causada pela infecção por Zika Virus, intensificará suas ações.
 Força Terrestre, valendo-se da credibilidade e da confiança nela depositadas pela sociedade, de sua capilaridade, flexibilidade e prontidão, empregará todo o pessoal e o material disponível, no intuito de contribuir de forma efetiva neste momento de grande comoção social.
Essa mobilização se desenvolverá em diferentes etapas, iniciando com um “Mutirão Limpeza”, a partir de 29 de janeiro até 4 de fevereiro. Essa atividade será realizada em todas as organizações militares (OM) e em suas áreas de responsabilidade, com uma intensificação das atividades de manutenção e limpeza, empregando todos os militares disponíveis, com a finalidade de eliminar os focos do mosquito que por ventura ainda existam.
Outra ação será realizada no dia 13 de fevereiro, com o Dia Nacional de Esclarecimento, evento que possui o objetivo de aprofundar o nível de conscientização quanto à gravidade do problema e ao grau de responsabilidade de todos os cidadãos no combate ao mosquito. Assim, juntamente com profissionais da área de saúde, todos os militares disponíveis do Exército atuarão em diversos municípios em todo o território nacional.
Além disso, será realizado, ainda, um “Mutirão de Erradicação de Focos de Proliferação do Mosquito e Descontaminação”. Essa fase se desenvolverá no período de 15 a 19 de fevereiro, junto à população de áreas urbanas e de maior risco. O Exército será empregado em apoio às autoridades federais, estaduais e municipais, para o combate e a erradicação de focos do mosquito.
Será desenvolvida, também, uma campanha de divulgação em escolas em data a se definir. O Exército integrará uma grande mobilização escolar, nas redes públicas e privadas, de orientação, a fim de ampliar a disseminação de informações a respeito da gravidade do problema, dos males causados pelo mosquito, do grau de responsabilidade de cada um dos brasileiros nessa “guerra” e dos procedimentos a serem adotados para cooperar e participar dessa campanha nacional.
 Fonte: www.eb.mil.br/web/midia-impressa/combate-ao-mosquito-aedes-aegypti   

- Empenha-te ao máximo para tornar tua vida agradável a ti mesmo e aos outros.

Se as pessoas que te cercam não concordarem com a tua opção de ser feliz, não te descoroçoes, e, sem qualquer agressão, continua gerando bem-estar.
És a única pessoa com quem contarás para estar contigo, desde o berço até o túmulo, e depois d’Ele, como resultado dos teus atos...
Gerar simpatia, produzindo estímulos otimistas para ti mesmo, representa um crescimento emocional significativo, a maturidade psicológica em pleno desabrochar.
É relevante que o teu comportamento produza um intercâmbio agradável, caricioso, com as demais pessoas. No entanto, se não te comprazer, transformar-se-á em tormento, induzindo-te a atitudes perturbadoras, desonestas.
Tuas mudanças e atitudes afetam aqueles com os quais convives. É natural, portanto, que te plenificando, brindem-te com mais recursos para a geração de alegrias em volta de ti.
Todos os grandes líderes da Humanidade lutaram até lograr sua meta — alcançar o que haviam elegido como felicidade, como fundamental para a contínua busca.
Buda renunciou a todo conforto principesco para atingir a iluminação.
Maomé sofreu perseguições e permaneceu indômito até lograr sua meta.
Gandhi foi preso inúmeras vezes, sem reagir, fiel aos planos da não violência e da liberdade para o seu povo.
E Jesus preferiu a cruz infamante à mudança de comportamento fixado no amor.
Todos quantos anelam pela integração com a Consciência Cósmica geram simpatia e animosidade no mundo, estando sempre a braços com os sentimentos desencontrados dos outros, porém fiéis a si mesmos, com quem sempre contam, tanto quanto, naturalmente, com Deus.
Quando se elege uma existência enriquecida de paz e bem-estar, não se está eximindo ao sofrimento, às lutas, às dificuldades que aparecem. Pelo contrário, eles sempre surgem como desafios perturbadores, que a pessoa deve enfrentar, sem perder o rumo nem alterar o prazer que experimenta na preservação do comportamento elegido. Transforma, dessa maneira, os estímulos afligentes em contribuição positiva, não se lamentando, não sofrendo, não desistindo.
Quem, na luta, apenas vê sofrimento, possui conduta patológica, necessitando de tratamento adequado.
A vida é bênção, e deve ser mantida saudável, alegre, promissora, mesmo quando sob a injunção libertadora de provas e expiações.
Tornando tua vida agradável, serão frutíferos e ensolarados todos os teus dias.

Joanna de Ângelis
Divaldo Franco