Foto da capa

Foto da capa

- Gabriel García Márquez, Prêmio Nobel de Literatura 1982.

ggmamp

Gabriel José García Márquez (1927- 2014) foi escritor, jornalista, editor, ativista e político colombiano sendo considerado um dos autores mais importantes do século XX e responsável por criar o realismo mágico na literatura latino-americana.

Laureado com o Prémio Internacional Neustadt de Literatura em 1972, e o Nobel de Literatura de 1982, teve suas obras traduzidas em 36 idiomas, alcançando repercussão na Europa nos anos 1960 e 1970. Seus livros refletiam sobre os rumos políticos e sociais da América Latina. Teve como seu primeiro trabalho o romance "La Hojarasca" publicado em 1955. Em 1961 publica "Ninguém escreve ao coronel". A obra Relato de um náufrago, muitas vezes apontada como seu primeiro romance, conta a história verídica do naufrágio de Luis Alejandro Velasco e foi publicado primeiramente no "El Espectador", somente sendo publicada em formato de livro anos depois, sem que o autor soubesse. O escritor colombiano possui obras de ficção e não ficção, tais como Crônica de uma morte anunciada e “O amor nos tempos da cólera”. Em 1967 publica “Cem Anos de Solidão”, livro que narra a história da família Buendía na cidade fictícia de Macondo, desde sua fundação até a sétima geração.

Suas novelas e histórias curtas – fusões entre a realidade e a fantasia – o levaram ao Nobel de Literatura em 1982. Em 2002 publicou sua autobiografia “Viver para contar”, logo após ter sido diagnosticado um câncer linfático. Aos 87 anos, morre no México em 17 de abril de 2014.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gabriel_Garc%C3%ADa_M%C3%A1rquez

Nenhum comentário:

Postar um comentário