Foto da capa

Foto da capa

- Conservatório de Tatuí registra 1.237 inscrições em seleção de novos alunos

Cursos da área de MPB & Jazz registram até 27 candidatos/vaga e inscritos são de 14 estados brasileiros e de outros 9 países.O Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí, instituição do Governo de São Paulo e da Secretaria de Estado da Cultura, registrou um total de 1.237 inscritos para as 675 vagas oferecidas no processo seletivo de novos alunos. As inscrições encerram-se na sexta-feira, 17, e a primeira fase dos testes tem início nesta quarta-feira, 22.

As 675 novas vagas são destinadas a mais de 50 cursos diferentes nas áreas de música, artes cênicas e luteria. Dentre as 1.237 inscrições recebidas, cerca de 90% é do Estado de São Paulo, do qual foram registrados inscritos de 172 municípios diferentes, sendo 347 de Tatuí. Também foram registradas inscrições de outros 12 estados brasileiros como Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, além do Distrito Federal. Também foram computadas 19 inscrições de outros países, sendo eles: Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Inglaterra, México, Panamá, Peru e Uruguai.

Os cursos mais concorridos são os da área de Música Popular e Jazz. O curso de canto popular recebeu 27 candidatos para a única vaga disponibilizada. Já o curso de guitarra atingiu a marca de 15,6 candidatos/vagas (foram 78 inscritos para cinco vagas) e o curso de violão popular, 21 candidatos/vaga.

Na área de Cordas Sinfônicas, o curso mais concorrido é o de violino, com 78 inscritos para 57 vagas. O curso de luteria registra 3,6 candidatos/vaga (sendo 36 inscritos para 10 vagas disponibilizadas). Em Sopros – Madeiras, a maior concorrência é nos cursos de clarinete e saxofone, com 2,5 candidatos/vaga. Em Sopros – Metais, o curso de trompete é o mais concorrido (2,9 candidatos/vaga).

A área de Percussão Sinfônica registra 2 candidatos/vaga, enquanto o curso de piano clássico tem 78 inscritos para 26 vagas oferecidas. O curso de Canto Lírico, que oferece 71 vagas, recebeu 110 inscritos; já o de violão clássico atinge concorrência de 6,9 candidatos/vaga (sendo 69 inscritos para 10 vagas). O curso de regência (banda sinfônica) registrou 32 inscritos para 15 vagas oferecidas e, na área de Choro, o mais concorrido é o curso cavaquinho, com 6 candidatos/vagas. Na área de artes cênicas, o curso mais procurado é o Teatro Adulto, tendo 84 candidatos para 25 vagas oferecidas.

A partir desta quarta-feira, 22, até a sexta, 24, é realizada a primeira fase dos testes de seleção. Para os cursos de música, a primeira fase é um teste auditivo, cuja grade de horários será divulgada no site do Conservatório de Tatuí (www.conservatoriodetatui.org.br). Os candidatos aprovados na primeira fase participam, então, de nova bateria de testes, sendo teste prático para candidatos com conhecimento e entrevista para candidatos sem conhecimento musical.

O Conservatório de Tatuí é reconhecido como uma das mais respeitadas escolas de música, artes cênicas e luteria da América Latina. Prestes a completar 60 anos de funcionamento, já formou centenas de profissionais que hoje atuam nos mais importantes grupos do Brasil e exterior, como músicos, atores ou professores. A instituição é gerida pela Organização Social Associação de Amigos do Conservatório de Tatuí.

Todos os cursos oferecidos pelo Conservatório de Tatuí são gratuitos. Caso a quantidade de candidatos aprovados seja superior à quantidade de vagas disponíveis, os nomes dos excedentes constarão de lista de espera, obedecendo a ordem classificatória da seleção. Os candidatos da lista de espera serão chamados nos casos de evasão de alunos durante o primeiro bimestre do primeiro semestre letivo, a critério da Assessoria Pedagógica da instituição.

Informações à imprensa

Deise Juliana Voigt / (15) 3205-8464 / (15) 99613-1922

comunica@conservatoriodetatui.org.br

- Explicando a Guerra - Polemologia: O Estudo dos conflitos, das crises e das guerras

Explicando a Guerra – Polemologia: O Estudo dos conflitos, das crises e das guerras
Autor: Bergo, Márcio Tadeu Bettega
Editora: CEPHiMEx

"O mundo atual, plena era do conhecimento, é extremamente complexo, dinâmico, e competitivo. Neste ambiente, os desentendimentos fervilham, impactando, profunda e constantemente, a vida de pessoas, empresas e nações.
Os seres humanos se afrontam pelos mais variados motivos. As querelas variam em natureza e intensidade, abrangendo um espectro que varia desde brigas conjugais, disputas patrimoniais e contendas comerciais até sangrentas guerras entre estados constituídos ou opondo estados a organizações dos mais diversos matizes, passando por acirrados confrontos que objetivam supremacia tecnológica, financeira, mercadológica etc.
A tal panorama contemporâneo, eivado de conflitos, se agregam fatores como carências em recursos, diferenças em renda e em qualidade de vida, estágios desiguais de desenvolvimento entre grupos sociais, ideologias divergentes, ódios raciais e desalinhos de fundo religioso. A situação se complica mais ainda quando ao cenário se adicionam os fenômenos desfavoráveis oriundos da natureza.
Isso tudo gera momentos de instabilidade e de pressões que requerem respostas eficazes para restabelecimento da normalidade. Estas situações se constituem nas chamadas “crises” que, se não convenientemente gerenciadas, podem também conduzir a enfrentamentos.
Portanto, as crises e os conflitos fazem parte do cotidiano da humanidade. E a maneira mais dolorosa de resolução é aquela que envolve o uso da força, quando um contendor se impõe ao outro pelo poder das armas. Neste contexto, é imperioso se manter alerta, conhecer o ambiente e, sobretudo, se fortalecer, preparando-se para todas as hipóteses. O melhor instrumento para se antecipar é estudar o tema e praticar minuciosos planejamentos, estruturando medidas passíveis de emprego em face das circunstâncias que se apresentem. Importante que estas providências devem ser tomadas com base em metodologia adequada, contando com informações pertinentes, oportunas e confiáveis. A ciência que se dedica a estes assuntos chama-se polemologia, palavra originária do grego “polemikós”, que significa guerra.
Assim, é preciso entender o multifacetado tema, para, de modo eficaz, instituir sistemas apropriados para evitar sua ocorrência e, caso ela se concretize, se tenha antecipação e se possa a ela fazer frente com o mínimo de prejuízo. Preparando-se para o caso mais complexo, é possível se utilizar os mesmos procedimentos e a mesma lógica para os de menor abrangência.
Com este espírito, este autor lança a presente obra, intentando difundir conhecimentos sobre as causas, o desenvolvimento e as consequências das crises, dos conflitos e das guerras, oferecendo um guia prático e conciso sobre como conviver com tão relevantes e preocupantes temas. "
Pedidos: Singular Editora e Gráfica - (21) 3882 8401

digitalizar0004