Foto da capa

Foto da capa

- Resgates dramáticos e grandes enchentes no Centro do Estado

O nível do Rio Taquari atingiu 24 metros no começo da manhã de hoje no porto de Estrela, alagando áreas ribeirinhas no município e em Lajeado. As águas seguem subindo e a cheia deve ser de grandes proporções. O Rio Pardinho subiu muito no final da segunda-feira e alagou áreas de Santa Cruz. Preocupa a provável forte elevação do Jacuí no Centro do Estado nas próximas 72 horas com a chegada da grande vazão da nascente, onde choveu mais de 300 milímetros. A Defesa Civil de São Sebastião do Caí entrou em alerta na manhã desta terça-feira após o Rio Caí, que ontem estava com 5 metros, ter atingido 9,52 metros às sete da manhã. O rio passa a desabrigar quando alcança 10,5 metros.

!cid_part2_08060605_00060600@cruzvermelhasm_org

Pessoas ainda aguardam sobre os telhados de suas casas em Candelária nesta manhã pelo resgate aéreo. A Força Aéreas Brasileira e a Brigada Militar mobilizam aeronaves, deslocando até helicópteros da Operação Golfinho do Litoral Norte, para resgatar pessoas isoladas nas áreas sob enchente. O Corpo de Bombeiros de Travesseiros, no Vale do taquari, resgatou na madrugada cinco pessoas de uma mesma família que estavam refugiadas no alto de uma árvore desde o fim da tarde de segunda-feira. Também no Vale do Taquari, um homem que estava sobre uma árvore desde duas da tarde de ontem foi salvo às cinco da madrugada. A escuridão no local e a correnteza no local prejudicavam o dramático resgate. Ele estava em um camping próximo à Lajeado com a família quando o rio começou a subir.

A situação deve permanecer grave no Rio Grande do Sul. Mais municípios podem passar a apresentar problemas à medida que chuva forte a torrencial atinja outras localidades e volte e cair sobre os municípios já castigados, principalmente da Metade Norte gaúcha, no restante desta semana. O tempo não deve firmar até sexta-feira no Rio Grande do Sul e o risco de chuva forte a torrencial com volumes elevados em curtos períodos em pontos isolados se mantém nesta terça-feira e ainda na quarta e na quinta-feira, podendo gerar mais alagamentos e inundações em áreas urbanas e zonas rurais. Dez rodovias estão bloqueadas neste momento no Estado e há centenas de desabrigados. Desde domingo, duas pessoas morreram e duas estão desaparecidas devido ao mau tempo no Rio Grande do Sul. (foto de Renato Oliveira / Correio do Povo)

Autor: Alexandre Amaral de Aguiar
Publicado em 05/01/2010 07:50

Nenhum comentário:

Postar um comentário