Foto da capa

Foto da capa

- A gélida fronteira gaúcha

Uma nova e intensa massa de ar polar marítima avança pelo Leste da Argentina, sobre o Oceano Atlântico, começando a ingressar no Rio Grande do Sul. O núcleo mais gelado desta nova massa de ar polar vai desviar para Leste, mas derrubará ainda mais a temperatura no Rio Grande do Sul e Santa Catarina entre hoje e amanhã. No mesmo mapa, com a projeção de temperatura no nível de 850 hPa, observa-se que sobre o Brasil Central há muito ar quente e seco. As massas de ar frio e quente se encontram sobre São Paulo, mantendo forte instabilidade - inclusive com temporais mais típicos de verão - na região por vários dias consecutivos, uma "pseudo-ZCAS" de inverno.

29

O ingresso do reforço de ar polar prolonga a onda de frio e derrubou a temperatura, como era esperado, nesta quarta-feira na Metade Sul. Bagé, Jaguarão e Quaraí amanheceram com temperatura abaixo de zero. O frio aumentou também no Oeste e no Centro do Estado. Veja as mínimas registradas nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Meteorologia.

Bagé

-2,0ºC

Chuí

0,7ºC

Quaraí

-1,5ºC

Santa Vitória do Palmar

1,2ºC

Jaguarão

-0,1ºC

Santa Maria

1,5ºC

Uruguaiana

0,2ºC

Pelotas

1,6ºC

Rio Grande

0,6ºC

Canguçu

2,5ºC

Alegrete

0,7ºC

Camaquã

2,6ºC

São Gabriel

0,8ºC

Rio Pardo

2,6ºC

A temperatura na madrugada de hoje chegou a 3,7ºC na estação do Sistema Metroclima em Belém Novo, zona Sul de Porto Alegre. Nas demais estações da rede do Metroclima as mínimas foram de 4,6ºC na Lomba do Pinheiro; 5,8ºC na Avenida Sertório (bairro São João); 6,9ºC no Menino Deus e 7,7ºC no Moinhos de Vento. A temperatura despencou na Capital durante a madrugada com a diminuição da nebulosidade e o ingresso de ar seco e frio associado a uma nova massa de ar polar que trouxe 2ºC abaixo de zero ao amanhecer para Bagé. Na Lomba do Pinheiro, a temperatura no primeiro minuto do dia era de 11,5ºC, tendo alcançado a mínima de 4,6ºC às 7h41m, uma queda de 6,9ºC na madrugada e ao amanhecer. Porto Alegre completou nesta quarta-feira uma semana de frio muito intenso. O ar gelado começou a ingressar na última quinta-feira com uma das mais intensas massas de ar polar a alcançar o Rio Grande do Sul nesta década. Na última quinta-feira (23/07), a mínima foi de 4,1ºC no final do dia. Na sexta-feira, no fim do período, os termômetros indicaram 0,9ºC na Lomba do Pinheiro. No sábado, a Capital teve o amanhecer mais frio no Jardim Botânico desde 1993, igualando o registro de 14 de julho de 2000 de 0,0ºC. Fez 1,1ºC abaixo de zero no Aeroporto Salgado Filho. Geou como há muito tempo não se via em grande parte da cidade. No domingo, a mínima chegou a 0,3ºC abaixo de zero em Belém Novo. Na segunda, a mínima na cidade chegou a 1,3ºC em Belém Novo. A mesma estação acusou 1,6ºC ontem e 3,7ºC no amanhecer de hoje. Nos últimos sete dias, portanto, a maior mínima em Porto Alegre foi justamente os 3,7ºC do amanhecer desta quarta-feira (29). As madrugada desta quinta e ainda da sexta reservam mais frio, o que fará com que Porto Alegre tenha nove dias seguidos com mínima abaixo dos 5ºC, o que constitui um fato notável na climatologia.

À medida que o reforço de ar polar ingressa no Rio Grande do Sul, o frio vai aumentar na Metade Norte. Nas localidades dos pontos mais altos do Estado, como a Serra, Planalto Médio e Alto Uruguai, onde tradicionalmente faz mais frio, as mínimas ocorrem hoje à noite com a temperatura despencando a partir do entardecer. O ar vai estar muito seco na próxima noite, favorecendo que grande parte do território gaúcho amanheça nesta quinta-feira com mínimas perto de 0ºC ou negativas, garantindo as condições ideais para geada generalizada e forte em muitos locais. Amanhã, mesmo com o sol, a temperatura não chega a se elevar muito e a tarde será amena com máximas perto de 15ºC na maioria das localidades. Na sexta, o ar frio já estará mais enfraquecido sobre o Estado, mas ainda estará muito seco sobre o Centro e o Sul do Estado, o que vai garantir mínimas novamente muito baixas nestas regiões. A MetSul trabalha com mínimas entre -1ºC e -3ºC nas próximas duas madrugadas na Campanha e na fronteira com o Uruguai. Na Grande Porto Alegre, pode fazer entre 0ºC e -2ºC na próxima noite enquanto em Porto Alegre a mínima amanhã pode cair a 1ºC ou 2ºC. Marcas negativas são esperadas também na Serra. Na sexta, a umidade volta a aumentar na Metade Norte, o que fará com que as mínimas voltem a se elevar nas áreas mais altas do Estado.

Autor: Eugenio Hackbart
Publicado em 29/07/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário