Foto da capa

Foto da capa

- Orquestra Sinfônica recebe LICIO BRUNO

Licio  Bruno

A Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí – grupo vinculado ao Governo do Estado de São Paulo – recebe o baixo-barítono Lício Bruno em concerto especial que será realizado no próximo dia 27, sábado, às 20h30, no teatro Procópio Ferreira, sob regência do maestro Rodrigo de Carvalho. O programa traz obras de Henrique Oswald, Gustav Mahler e Alberto Nepomuceno.

O programa inicia-se com a obra Elegia, de Henrique Oswald, compositor carioca que viveu grande parte de sua vida na Itália e, mesmo retornando ao Brasil, esteve sempre muito ligado ao mundo musical italiano e francês. Suas obras possuem elementos impressionistas, o que contribuiu para ampliar o universo sonoro, melódio-harmônico praticado no Brasil no final do século 19.

A noite também contará com a obra Canções de um Viandante, de  Gustav Mahler e com a participação especial de Lício Bruno. Apesar de ter sua obra reconhecida apenas nos anos 60, o austríaco Mahler foi um compositor dos mais importantes. Autor quase exclusivo de lieder e sinfonias, suas canções orquestrais inspiraram-se em textos de Friedrich Rückert (Canções das Crianças Mortas, 1904), em seus próprios versos (Canções de um Viandante, 1885) e em textos extraídos para Des Knaben Wunderhorn (1883).

O concerto contará ainda com a Sinfonia em Sol Menor, do brasileiro Alberto Nepomuceno, compositor que é considerado o “pai” do nacionalismo na música erudita brasileira.

Lício Bruno:

Prêmio Carlos Gomes 2004 - Destaque Vocal Masculino, seis primeiros prêmios em concursos nacionais e dois prêmios internacionais, Licio Bruno apresenta-se em palcos da Itália, Espanha, Alemanha, Suíça, Colômbia e Brasil. Há dez anos, é artista convidado da Ópera de Budapeste. Em O Anel do Nibelungo, Manaus -2005, Licio Bruno tornou-se o primeiro brasileiro a interpretar Wotan/Wanderer. Foi Iago em Otello, de Verdi, na Ópera de Colômbia e Manaus; fez Tannhäuser e Cosi Fan Tutte em Budapeste.

Em 2006, cantou A Flauta Mágica, Andréa Chenier e La Gioconda, no Teatro Municipal de São Paulo e A Flauta Mágica e O Cientista no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Em 2007 foi Fígaro em As Bodas de Fígaro, cantou a Nona Sinfonia de Beethoven em BH e SP, Carmina Burana, foi Carlos Magno em Ernani, de Verdi, participou de Cavaleria Rusticana e I Pagliacci em Bogotá e estreou o papel título de Falstaff, no Palácio das Artes, Belo Horizonte.

Em 2008 celebrou 20 anos de carreira com o papel-título de Falstaff, como Sharpless de Madame Butterfly, no Teatro Municipal de São Paulo e Gianni Schicchi em Belém e Vitória, além de concertos e óperas em Bogotá, Budapeste, Itália e Brasil.

Neste mesmo ano estreou seu primeiro monólogo operístico A Waterbird Talk, de Dominick Argento, no Theatro São Pedro, de São Paulo.

Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí

Rodrigo de Carvalho, regente

Lício Bruno, barítono

Sábado, 27 de junho – 20h30

Teatro Procópio Ferreira

Rua São Bento, 415 – Centro – Tatuí-SP

Ingressos: R$ 10 (R$ 5 idosos, estudantes e aposentados)

Informações: (15) 32514573/ www.conservatoriodetatui.org.br

Fonte: Deise Juliana (15) 32514573 – rm 220 / 15 96131922

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens em Destaque

Amilton Passos em Contos, Crônicas e Poesias

Amilton Passos em Contos, Crônicas e Poesias